Fragmentos de Copacabana

Amanhã é a prova da UFF, e estou na casa do meu pai em Copacabana, tanto pelo fato deu fazer a prova na Urca e também por que amanhã vai rolar “obra”(vulgo Implosão do Hospital Universitário) no Fundão, o que faz com que sair da Ilha do Governador (onde moro a maior parte do tempo) seja quase impossível.

Estou eu, meu pai e um amigo meu, Caio, aqui. Sempre que venho aqui discuto com meu pai, o Caio estando aqui serve pra amenizar as discussões, apesar da boa relação com meu progenitor ainda temos muitas desavenças(seja la como se escreve isso).

Caio ta jogando um jogo idiota enquanto eu do outro lado do quarto escrevo esse post. Hoje não fiz muita coisa, respirei, comi, e tal como todo dia. Mais em contraste  com as grandes horas que desperdiço lendo ou fazendo algo “cult” , caminhei bastante e observei.

Vindo no metro para cá, vi que a quantidade de pessoas que aparentavam tristeza era colossal, talvez o metrô seja lugar de pessoas tristes. Enquanto que me surpreendi que a quantidade de pessoas estressadas na rua são mais do que eu pensei que seriam, sendo que hoje é sábado.

Estou observando bastante as pessoas, desde que me “auto trapei” psicologicamente com um dos posts do blog. Foi incrível quando eu fiz isso, me senti mal por dias, agora que estou voltando ao normal, ler meu blog é um poco perigoso já que eu mesmo deixo padrões psicológicos pelos posts por algum motivo que eu não sei qual é, e eu nem sei se funciona, mais eu peguei um escroto tempo atras.

Olhando pela janela, a noite por aqui é bem iluminada, cada apartamento no entorno da rua com sua luz acessa e as silhuetas das pessoas passando, fazendo suas coisas, tem mais apartamentos acesos hoje do que comumente tem. Existe uma festa com umas 10 pessoas e outros apartamentos acessos com pessoas indo e voltando para um lado e para o outro, ninguém parece ver TV.

O que sera que passa na mente dessas pessoas? A noite costuma ser a hora que agente lembra de nossos problemas e preocupações e fica deitado em algum canto refletindo.

Ou claro, saímos para uma festa afim de curtir as glórias da vida.

Encontrei alguns amigos meus que eu não via a um tempo, aqui de Copacabana, me chamaram pra uma festa na cobertura de algum rico desses que mora por aqui, neguei , tenho prova amanhã e apesar de saber que vou ir mal não estou afim de ter a probabilidade de perder a prova amanhã e essas festas são demasiadas chatas, a não ser que você queira beber, é claro.

Desde que eu parei de ir a escola e comecei a passar demasiado tempo em casa, eu passei a sentir uma sensação estranha de ausência, e não era a escola, é como se parte da minha alma tivesse sumido. Depois, não lembro porque, me falaram algo, acho que era segunda, então eu fiquei grilado e tal, alem do estado de paranoia que eu auto implantei em mim, fiquei doido, mais gradualmente voltei ao normal.

Incrível como a mente é soberana. Pensei nesse tempo, se a maioria das pessoas, quando estão na quietude de suas vidas pensam sobre alguma coisa e chegam a aquela sensação de  vazio. Raros foram as oportunidades que não a encontrei e senti, mais é otimo quando isso acontece.

As vezes eu acho que esse grande vazio das nossas vidas é saudade, saudade de momentos, sensações, coisas que nem conseguimos mais lembrar talvez.

Nostalgia.

Caralho que merda, eu to a trocentos fatoriais segundos aqui escrevendo um bando de porcaria que eu não sei pq escrevo.

A única coisa boa de escrever aleatoriedades é quando tu vai fazer uma redação e tu ja tem milhares de construções prontas pra tentar inovar haha.

O que faríamos se nossas vidas fossem completas?

Teríamos que caçar o que fazer no pós vida, e isso ia ser uma merda.

É como se cada luz que eu vejo da janela fosse se apagando e no fim não ia restar nada.

Quero chocolate.

Encerro aqui.

O twix me espera.

Bye!

Sobre AA

"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto. Não acredite em nada do que eu escrever. Acredite em você mesmo e no seu coração."
Esse post foi publicado em (in)utilidades, Vida e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s